ITAIPU BINACIONAL

ITAIPU A PEDRA QUE CANTA

Em 1973, técnicos percorrem o rio de barco em busca do ponto mais indicado para a construção da Itaipu Binacional. O local é escolhido após a realização de estudos com o apoio de uma balsa. No coração da
América do Sul, brasileiros e paraguaios indicam um trecho do rio conhecido como Itaipu, que, em tupi, quer dizer "a pedra que canta". 
Naquele local, encontrava-se uma ilha, quase sempre submersa, chamada Itaipu, logo após uma curva acentuada de rio, onde a correnteza parecia medir forcas com os barrancos e a poucos quilômetros da confluência com o Rio Iguaçu. Estudos indicavam para aquele ponto um rendimento energético excepcional, em virtude de um longo cânion escavado pelo Rio Paraná.

A construção da Itaipu Binacional – considerado um trabalho de Hércules pela revista “Popular Mechanics”, dos Estados Unidos – começou em 1974, com a chegada das primeiras máquinas ao futuro canteiro de obras. Com o passar dos anos Itaipu se transforma, agora com mais de 9 mil moradias construidas para abrigar os trabalhadores. Nos canteiros de obra, a primeira tarefa é alterar o curso do Rio Paraná, removendo 55 milhões de metros cúbicos de terra e rocha para escavar um desvio de 2 km.
A Itaipu Binacional passa a ser uma realidade irreversível. A escavação do desvio do Rio Paraná termina dentro do prazo. Em 20 de outubro de 1978, 58 toneladas de dinamite explodem as duas ensecadeiras que protegiam a construção do novo curso.O desvio tem 2 km de extensão, 150 metros de largura e 90 de profundidade. No mesmo dia, é assinado um contrato de US$ 800 milhões que garante a compra de turbinas e dos turbo-geradores.veja o vídeo O novo canal permite que o trecho do leito original do rio seja secado, para ali ser construída a barragem principal, em concreto. 
 
Começa uma nova e fervilhante etapa da construção de Itaipu Binacional: a concretagem da barragem. Num único dia, 14 de novembro de 1978, são lançados na obra 7.207 metros cúbicos de concreto, um recorde sul-americano, o equivalente a um prédio de dez andares a cada hora. Ou 24 edifícios no mesmo dia. A façanha só foi alcançada devido ao uso de sete cabos aéreos para o lançamento de concreto.O total de concreto despejado na barragem, 12,3 milhões de metros cúbicos, seria suficiente para concretar quatro rodovias do porte da Transamazônica. A economia do Paraguai voa em céu de brigadeiro: o PIB, que havia aumentado 5% em 1975, cresce 10,8% em 1978.

Itaipu conta ainda com
Veículo elétrico
Energia Renovável
Responsabilidade Social
Todos os Vídeos

3º SEMINÁRIO DE MEIO AMBIENTE

"O HOMEM COMO MODIFICADOR DO MEIO"
O seminário acontece anualmente na cidade de Ivaiporã-PR, sendo que este ano aconteceu nos dias 30 e 31 de Agosto, encerrando o mês com chave de ouro o Colégio Barbosa Ferraz deu exemplo de preocupação e ação em prol do meio ambiente. Lembrando que meio ambiente é tudo que nos engloba, sendo assim tivemos várias palestras com figuras ilustres como o Dep. Estadual Neivo Beraldin palestrando sobre "ICMS Ecológico", onde esclarece que 100 milhões de reias foram repassados a 185 municípios Paranaenses com projetos importantes realizados em assentamentos da Reforma Agrária, fala ainda da importância de estarmos constantemente tentando reeducar os povos em questões como o desmatamento das matas ciliares que prejudicam muito os recursos hídricos. Diante desta preocupação fundou-se o Programa Mata Ciliar onde mais de 100 milhões de mudas foram plantadas, e também com 13.169,48 ha de áreas abandonadas para recuperação natural, falando sobre um assusto polêmico mais importante e estimulador, trata-se do pagamento à pessoas que preservam, se enquadraria em serviços ambientais, claro, se a pessoa tem uma AAP (Área de Preservação Permanente), ela não pode produzir muita coisa além de fazer o uso sustentável desse bem, com isso, sua renda seria aumentada estimulando as pessoas a preservar.Tivemos também a apresentação da professora Josilene, onde mostrou modelos de sacolas retornáveis destacando a facilidade e versatilidade, além de estarem na moda as sacolas retornáveis são um exemplo de bom gosto e conscientização ambiental sendo que as sacolas pláticas prejudicam e poluem em demasiado. Logo após tivemos a Profª Drª Sônia Maria Nobre Gimenez com um tema bastante interessante onde muitos queriam fazer suas perguntas mais infelizmente não deu tempo para responder todas, o tema foi: "Contaminação Vinda dos Cemitérios", você sabia que um homem adulto de 70 kg em média produz 30kg de gases tóxicos e 30 litros de necrochorume. O necrochorume contamina o solo e a água aumentando os níveis de nitratos e nitrozaminas, que causam câncer nas pessoas que ingerem essas substâncias. O necrochorume possui o pior cheiro que você pode imaginar por conter putrefina e cadaveriana. Logo que a pessoa morre entra em ação a autólize (células se auto destruindo), putrefação (decomposição de tecidos e órgãos), saponificação devido a existência de gorduras. Basicamente o necrochorume é composto por 60% de água, 30% sais minerais, 10% de substâncias orgânicas, além de gases como H2S, CO2, CH4, NH3, cadaverina, putrefina e PH3, pode transmitir doenças como a Febre Tifoide e cianose(está diminui o O2 do sangue deixando a pessoa com lábios azulados). João Veríssimo Pro Resíduos UEM palestrou sobre "Recuperação de Áreas degradadas por Lixões" e também Oscar Delgado falando sobre "Agricultura Familiar" com participação do Sr. Antônio, integrante do MST, o Profº Dr. Paulo Bassani-UEL, falando sobre "Desenvolvimento Local e Meio Ambiente salientando a importância dos trabalhos locais onde diz: "Não precisa mudar o mundo, mude a sua localidade que já irá estar fazendo um grande bem à sociedade". e ainda o simpático Sr. Luís Amâncio com o "Universo. Condicionantes e consequências no Meio Ambiente e aos Seres Humanos". Participaram também Profº Adriano apresentando seu projeto de Recuperação de Praças, discursaram o Diretor do Colégio Barbosa Feraz Ivam , Miguel Assis Diretor do Paraná Centro, o queridíssimo Profº Stier muito aplaudido pelo público de mais de 300 pessoas. Termino parabenizando à todos pela bela iniciativa. 
 
Leonardo, Rafaela, Ivan e Stier

 Leonardo, Rafa, Ivan, Mi e Stier


E a charge Stier e Leonardo "e agora Negão? No stress

ELES DEFENDERAM AS FLORESTAS E O POVO


ELES DESAFIARAM OS “GRANDES”

Dentre as histórias do nosso Brasil, existem duas que chamam a atenção por se tratarem de pessoas generosas, realmente importantes para todos, tão importantes que mesmo depois de suas mortes jamais serão esquecidos.
           
Trata-se de Chico Mendes e Dorothy Stang. Chico fazia parte de um sindicato, onde lutava pelos direitos do povo da floresta, contra o desmatamento da Amazônia, foi vereador pelo MDB (Movimento Democrático Brasileiro), foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores. Chico Mendes recebeu vários prêmios internacionais entre eles o GLOBAL 500 oferecido pela ONU pela sua luta em defesa do Meio Ambiente. Chico foi morto por defender a floresta e as pessoas que necessitavam dela para sobreviver,  as defendeu dos fazendeiros pecuaristas que queriam avançar suas pastagens.

Irmã Dorothy estava presente na Amazônia desde a década de setenta junto aos trabalhadores rurais da Região do Xingu. Sua atividade pastoral e missionária buscava a geração de emprego e renda com projetos de reflorestamento em áreas degradadas, junto aos trabalhadores rurais da área da rodovia Transamazônica. Seu trabalho focava-se também na minimização dos conflitos fundiários na região.

Atuou ativamente nos movimentos sociais no Pará. A sua participação em projetos de desenvolvimento sustentável ultrapassou as fronteiras da pequena Vila de Sucupira, no município de Anapu, no Estado do Pará, a 500 quilômetros de Belém do Pará, ganhando reconhecimento nacional e internacional.
Não vou fugir e nem abandonar a luta desses agricultores que estão desprotegidos no meio da floresta. Eles têm o sagrado direito a uma vida melhor numa terra onde possam viver e produzir com dignidade sem devastar” Irmã Dorothy
O assassino de Chico Mendes foi condenado a 19 anos de prisão, mais pouco tempo depois lhe foi concedido pela juíza Maha Kouzi Manasfi o direito a prisão domiciliar. Já o assassino de Doroty foi condenado a 30 anos de prisão.

São muitos os que diariamente morrem por defender as florestas e estes povos quase esquecidos pelas autoridades, ai nos perguntamos será que algum dia está situação pode mudar, ou se amenizar.
Ai nos deparamos novamente aos conceitos do desenvolvimento sustentável, usar os recursos naturais sem comprometer o futuro de nossos descendentes, o povo da floresta é sábio eles sabem que nosso tempo está se esgotando, aliás, o que nos resta é tentar nos conscientizar e mudar nossos hábitos agora e educar as novas gerações.  


Uma boa ideia para proteger o meio ambiente

Pesquisadores da UEL (Universidade Estadual de Londrina), conseguiram transformar o amido de mandioca em sacolas plásticas e bandejas para serem usadas em supermercado. Invenções que prometem proteger o meio ambiente.
Nos laboratórios da UEL, rende também um plástico que se decompõe mais facilmente na natureza. A receita leva 60% de polvilho doce, poliéster e glicerol, substância que dá a textura típica do material.
Em condições ideais, o plástico se decompõe em apenas seis meses. O convencional pode demorar até 100 anos pra sumir do meio ambiente. O desafio dos pesquisadores agora é fazer parcerias com empresas privadas para ampliar a produção e baratear os custos.
Agora, os pesquisadores testam uma nova formulação, com amido e fibra de bagaço de cana. Resíduo muito comum na região. A fibra deixa a bandejinha mais firme e mais resistente às variações de umidade e temperatura.
 
Reportagem: Jornal Hoje

Celular ecológico

A NOKIA sai na frente mais uma vez, e lança o EC509 Nokia green Core(o telefone conceito), já está em circulação no Japão o celular ecológico, que além de produzido com material reciclado ele também funciona a partir de energia cinética, basta que seu portador vire-o no dedo para que sua bateria recarregue, não é incrível, lembra aquelas fitas dos anos 90, além disso quando você viajar não vai ter mais aquele problema de ter esquecido o carregador sem falar que não irá gastar energia elétrica, vamos esperar sua chegada no Brasil.



O tamanho de nossa casa

Mudar a consciência das pessoas tem sido cada vez mais difícel, na agricultura isso é ainda mais complicado, não faz muito tempo, os agricultores eram obrigados a comprar agrotóxicos, assim muitas pessoas nasceram e  cresceram vendo seus pais e avós utilizando-os. Por isso e outros motivos, as vezes esquecemos que venEnos fazem mal à saúde, implantar a agricultura orgânica é mais que necessário, a utilização destes produtos acarreta vários problemas, como o aumento dos casos de câncer, pois além de alimento envenenado, também ingerimos água contaminada, essa contaminação dos nossos mananciais ocorrem na maioria das vezes por falta de mata ciliar que tem a função de proteger nossos rios, não só do assoriamento, mais também proteger a qualidade da água que ingerimos, esta água quando tratada passa por vários processos de eliminação de corpos extranhos mais nem sempre materiais presentes nos agrotóxicos são detectados, ou seja, a limpeza da água não é cem por cento. Diante disso, ainda encontro pessoas que são capazes de dizer "pare com essa aula de educação ambiental o mundo é grande demais pra mim me preocupar com isso". Isso demostra a total falta de conhecimento e solidariedade com seu próximo. Vou provar para vocês que esse mundo é sim muito PEQUENO e se nós não cuidarmos dele nenhum extraterrestre o fará por nós. Vejam as fotos.

Seis mil milhões de almas em constante convulsão…
Nesse pontinho azul, estamos todos.
Todas as nossas guerras…
Todos os nossos problemas…
Toda a nossa grandeza e toda a nossa miséria…
Toda a nossa tecnologia, a nossa arte, os nossos feitos…
Todas as civilizações, toda a fauna e flora…
Todas as raças, todas as religiões…
Todos os governos, países e estados…

Todo o nosso amor… e o nosso ódio…

Seis mil milhões de almas em constante convulsão…

Até quando a Terra suportará

Há dois séculos, desde a descoberta do fogo, o primeiro grande passo da humanidade, o planeta começou a mudar, com o uso do carvão vegetal depois do carvão mineral, que foi possível produzir um gás que resultou na glória da iluminação pública, usado também em fogões e aquecedores, era o começo do verdadeiro conforto, o que ninguém imaginava é que era também o inicio da poluição ambiental oriunda de prazeres dos humanos.
Então no século XIX, surge o petróleo e com ele seus incontáveis derivados como os polímeros (plásticos), a partir daí o mundo mudou, as emissões de CO2 aumentaram gradativamente. Os capitalistas, não pensam nas conseqüências do uso inadequado desses produtos pensam apenas em seu bem-estar, porém sendo leigos, pois tudo que fazemos de mal à natureza de alguma forma isso irá retornar a nós mesmos posteriormente.
A interferência humana no ciclo do carbono gera desastres, como o aquecimento global. Não podemos fechar os olhos diante dos alertas da natureza. O Brasil não pode se furtar do seu papel preponderante em meio a todo esse processo. Detentor de uma das matrizes energéticas mais limpas do mundo, somos um exemplo claro de que é possível conciliar desenvolvimento com proteção ambiental. Mas precisamos estar alertas quanto ao perigo do desmatamento de nossas florestas o nosso calcanhar-de-aquiles da área ambiental.
Esse momento é especialmente importante para o mundo. Afinal, podemos ser os senhores do nosso destino. Só depende de nós a decisão de combater o aquecimento global agora, ou deixarmos para as gerações futuras uma herança maldita de degradação ambiental.

caminhada ecológica

Neste final de semana resolvi fazer uma caminhada ecológica, com uma diferença, neste dia não tinha nenhum guia, afinal este lugar eu conheço bem. Fica localizado na região norte do Paraná, a mata ciliar é exemplar cuidada pelo meu avô e tios, um orgulho para todos.
 E essa espécie, você conhece? Acho que se chama Caroveira mais não estou certa disso ela floresce como o Ipê, tem flores rochas onde caem todas as folhas ficando apenas as flores. Se você souber mais sobre ela post um comentário. O caule é assim mesmo desta cor inclível né ela se destaca na floresta. Linda!

No interior do corpo humano

Estas são fotos incríveis do interior do corpo humano tiradas com um microscópio. O tamanho dos detalhes varia de 1 a 5 nanômetros. O nanômetro é igual a um bilionésimo de milímetro.

Células vermelhas do sangue

 Fio de cabelo maltrado
 Neurônios
 Vasos sanguíneos emergindo do nervo ótico
Placa nos dentes de quem pouco escava


Alvéolos de um pulmão saudavel


Células cancerosas em um pulmão compare com a foto anterior
Coágulo Sanguíneo a parte clara éo leucócito
Óvulo humano sobre a cabeça de um alfinete 
Embrião Humano de seis dias alojando-se na parede do ventre.

As Principais Correntes do Ecologismo

Um "senso comum", identifica o movimento ecológico como sinônimo de grupo de românticos "defensores da natureza". Além deste, foram criados outros estereótipos, por preconceito ou desconfiança política. Junto à esquerda não poucos categorizam o ecologismo como globalmente reacionário (Bernardo, 1979). Na realidade, o ecologismo incorpora uma multiplicidade de correntres poíticas, associadas - em geral - a concepções que encontramos no conjunto da sociedade. No Brasil, como no resto do mundo, podemos assinalar quatro grandes vertentes (Viola, 1988):

ECOFUNDAMENTALISTAS: Possuem visão anarco-niilista, apostando na possibilidade de construção de uma sociedade ecologista na periferia da existente.

ECO-REALISTAS: Originan-se do socialismo utópico e de vertentes do pensamento liberal. Negam tanto o capitalismo quanto o socialismo, defendendo uma sociedade baseada na pequena propriedade, no cooperativismo, autogestão e localismo de poder.

ECOCAPITALISTAS: Acreditam que a economia de mercado é a única a regular eficientemente a relação homem/natureza, compatível inclusive com a perspectiva oligopólica. Ocupam posições estratégicas junto aos órgãos governamentais de meio ambiente. Internamente, sua variável social-democrática dispõe altamente de hegemonia. os ecobrutalistas ou (ecofascistas), atualmente inespressivos, poderão avançar juntamente com a escala neofascista mundial (Ver Bookchin, 19898).

ECO-SOCIALISTAS: Acreditam que não há compatibilidade possível entre o capital e o meio ambiente, negando também o marxismo ortodoxo. Sua atuação tem crescido junto a sindicatos, movimentos sociais, igrejas e partidos progressistas. Apoiam-se no marxismo "heteroxido", nas experiências da contracultura, de maio de 68 (França) e alternativo-populares.

ECO-CHATOS: São aqueles que vivem pondo medo a sociedade falam "se você não fizer isso, desse jeito o mundo vai acabar" o mundo nunca vai acabar por causa dos desastres ambientais, já esqueceu das glaciações, o planeta se recupera sempre, lógico que a longo prazo, o que não irá suportar é a espécie humano que não vive mais que 130 anos. Claro que todos nós, queremos um planeta saudável e que a espécie humana não entre em extinção. Mas também não precisa implantar o pânico, as coisas devem mudar, as pessoas precisam Reduzir, Reutilizar e Reciclarar, mas isso deve ser inserido promovendo a educação ambiental, viver de modo sustentável é possível.

POR QUE AS PESSOAS NÃO ENRIQUECEM?

Afinal, por que as pessoas não enriquecem? Aqui no Brasil, pessoas de todas as raças acordam super sedo e trabalham, trabalham muito e mesmo assim as dificuldades financeiras são visíveis, ou seja, a não ser que você assalte um banco ou ganhe na mega sena, você sempre irá precisar de dinheiro. Mas você já parou pra pensar por que isso acontece? Ora é simples acompanhe comigo:
Você acorda cedo, e vai trabalhar em uma fábrica de peças, por exemplo; lá você faz 1000 peças por dia, sua carga horária é de 8 horas por dia pra ganhar R$600 por mês.

Essa peça que você fez será vendida para empresas menores ou grandes multinacionais por um valor x, essas empresas iram repassar para o consumidor final por um valor xx mais impostos para o governo. Do seu salário também são retirados a parte do governo, lhe sobra uns R$480 mais ou menos.

Conclusão: você não vai enriquecer nunca porque seu trabalho é sem dúvida muito importe mais você vende poucas horas de seu dia ao seu empregador, pense: se você trabalhasse 16 horas você ganharia R$960, se trabalhasse 24 horas ganharia R$1440, e assim por diante, mais isso é possível? Não !

Isso foi descoberto a muito tempo atrás, com os comunistas e quando começaram as greves de funcionários, lembra-se? eu nem era nascida mais já li algumas coisas sobre isso. Eu recomendo a trilogia do Jorge mais que Amado “os subterrâneos da Liberdade”, muito interessante! Não estou instigando ninguém a ser comunistas ou defender estas ideias mais é sempre importante estar ciente de tudo que nos cerca.

EU SOU CONTRA ! QUERO VIDA AO XINGU

Galera eu não tenho palavras pra descrever a tamanha desgraça que o presidente Lula e sua trupe estão querendo fazer com a nossa Amazônia. Não permitam que a construção desta hidrelétrica aconteça, veja o vídeo, eu chorei de dó desse povo, que são os povos mais discriminados de nosso país. Ame o próximo! faça sua parte ao menos visite o site www.justicaambiental.org.br e saiba mais.

Algumas dicas de compostagem


 Solução eficaz para reciclagem de lixo orgânico, a compostagem doméstica é uma prática de múltiplos benefícios. Primeiro, pelo impacto positivo ao meio ambiente, ao reduzir em até 75% o volume de resíduos orgânicos depositado nos aterros sanitários. Segundo, porque possibilita a fabricação de fertilizantes nutritivos para uso em hortas, vasos e jardins a custo zero.
Praticamente todo o resto de alimentos pode ser transformado em composto. Cascas de frutas, legumes e ovos, borra de café, saquinhos de chá, podas de jardinagem, guardanapos de papel e palitos de fósforo são alguns exemplos. Até mesmo sobras de alimentos cozidos e estragados, desde que em quantidades moderadas, podem ir para a composteira, jamais coloque ossos, carnes, e gorduras porque podem atrair animais indesejáveis. Uma boa dica é cobrir estes resíduos, que pode ser serragem grossa, facilmente encontrada em serralherias, folhas secas, palha seca, podas de jardim trituradas e secas e até papel jornal picado.
 
O que pode ser compostado? 
• Cinzas de madeira provenientes de lareiras ou de fogão a lenha;
• Penas de galinha, peru e outras aves são muito ricas em nitrogênio, facilitando o processo, pois esse é um dos elementos importantes para a reação química da compostagem; 
• Lixo orgânico de cozinha: Praticamente todo o lixo pode ir para a composteira, exceto gordura animal, que tem uma difícil degradação, e restos de carnes, que costumam atrair animais, vermes e moscas; 
• Aparas de grama; 
• Conchas (ostras moídas, conchas de lagostas); 
• Feno ou palha: Em pequenas quantidades, pois necessitam de uma grande quantidade de nitrogênio para se decompor; 
• Podas de arbustos e cerca viva; 
• Folhas; 
• Jornais: Em pequenas quantidades, pois são grandes fontes de carbono; 
• Serragem: Deve ser alternada com esterco, pois apresenta degradação lenta; 
• Algas marinhas.
O que não pode ser compostado? • Carvão mineral e vegetal: Possui quantidade excessiva de enxofre e ferro que são tóxicos para as plantas. Também apresentam muita resistência à decomposição;     •Gordura animal e restos de carnes;     • Papel colorido: Possui tintas tóxicas e não biodegradáveis. Devem ir para reciclagem especial de papéis;     • Resíduos não biodegradáveis: Resíduos de plásticos, vidros, alumínios e roupas possuem material sintético que não são biodegradáveis e que poderão prejudicar o solo:     • Plantas doentes:      • Fezes de animais de estimação:       • Lodo de esgoto:     • Produtos químicos tóxicos       Reportagem: Juliana Nakamura

Orta Orgânica


Dispor de uma horta orgânica no quintal de casa é o meio mais seguro de garantir a procedência e o frescor dos alimentos à mesa. Muitos lamentam não ter espaço amplo e iluminado o bastante para cultivar suas próprias frutas, verduras e legumes, mas o que poucos sabem é que bastam 10 metros quadrados de terra com incidência de luz direta por algumas horas ao dia para criar uma horta doméstica produtiva. Isentas de agrotóxicos e insumos artificiais, hortaliças cultivadas organicamente são sinônimo de alimento mais saudável e sustentável. Afinal, seu plantio contribui para a preservação da fertilidade do solo, da qualidade da água e dos demais recursos naturais, além de gerar espécies mais nutritivas.
Para realizar esse tipo de plantação, os cuidados começam pela análise das condições locais, a definição da área a ser utilizada e a escolha do tipo de hortaliça que será produzida. Diferentes espécies podem ser cultivadas, desde que respeitadas suas particularidades em relação à demanda por nutrientes, sol e água. Entre as mais comuns estão produtoras de raízes (cenoura e rabanete), bulbos (cebola), folhas (alface e couve), frutos (tomate) e flores (couve-flor e brócolis).
É importante que o local de implantação da horta seja de fácil acesso e com bastante insolação. Os canteiros devem ter entre 40 e 50 cm profundidade, conforme a necessidade de espaço para o desenvolvimento das raízes.
O sucesso da plantação vai depender, principalmente, das condições do solo, que deve ter a textura adequada – em geral fofa e porosa – além de características químicas e biológicas propícias. A bióloga Cleusa Maria Mantovanello Lucon, pesquisadora do Instituto Biológico de São Paulo, explica que, no Brasil, os solos costumam ser ácidos. Por isso, na maioria das vezes, recomenda-se corrigir essa condição com a aplicação de calcário dois meses antes de iniciar plantio. “Os solos brasileiros também costumam sofrer de deficiência de fósforo, daí a necessidade de introduzir fontes de fósforo, como a farinha de ossos”, revela.
De acordo com a espécie, o plantio pode ser tanto direto, colocando-se a semente no local onde a planta irá se desenvolver, quanto em sementeiras.
É importante respeitar sempre o espaçamento exigido por cada planta. Além disso, regas constantes realizadas sempre nas horas mais frescas do dia são fundamentais, para fornecer água para germinação da semente, desenvolvimento da planta e solubilizar os nutrientes do solo. Em pequenas áreas, a irrigação pode ser feita com mangueira, regador ou ainda sistema de irrigação por aspersão.
Solo fértil, horta produtiva
A grande diferença entre o cultivo tradicional e o orgânico diz respeito à adubação. Na horta orgânica utiliza-se material vegetal e animal, como húmus de minhoca, esterco curtido e adubação verde (folhagens e leguminosas). O adubo pode ser adicionado ao plantio, antes da introdução das mudas, ou servir de cobertura do solo. Nesse caso, é acrescido nas fases posteriores, quando a planta requer força para formar cabeça, frutificar, rebrotar ou amadurecer os frutos. A compostagem doméstica, feita com matéria orgânica transformada em húmus, é uma ótima parceira da plantação orgânica. No primeiro ano de vida da horta, o mais indicado é utilizar aproximadamente dois quilos de composto por metro quadrado de canteiro. Para manutenção, a dica é incorporar, a cada três meses, entre 5 e 10 litros de composto orgânico por metro quadrado de horta.
Um procedimento crucial para uma horta bem sucedida é a rotação de culturas, evitando o plantio sucessivo de plantas da mesma família (folha, raiz, flor, fruto). Isso diminui consideravelmente as chances de aparecerem doenças e pragas, sem contar que possibilita melhor aproveitamento dos nutrientes disponíveis.
Outra recomendação é estar sempre de olho na presença de invasores. Embora possam comprometer o desempenho da sua horta, a intervenção contra pragas e insetos só deve acontecer quando os ataques estiverem causando prejuízo sério à plantação. O controle pode ser feito com a utilização de produtos como biofertilizantes, pasta de sabão, agentes de controle biológico ou preparado à base de plantas. “Os ataques podem, ainda, ser minimizados com práticas como a rotação de culturas, melhor nutrição de plantas e com a presença de inimigos naturais, como pássaros e joaninhas”, ressalta a pesquisadora do Instituto Biológico.

Reportagem UOL 

Legislação ambiental

Capítulo VI
Do Meio Ambiente
Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.
§ 1º - Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao poder público:
I - preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais e prover o manejo ecológico das espécies e ecossistemas;
II - preservar a diversidade e a integridade do patrimônio genético do País e fiscalizar as entidades dedicadas à pesquisa e manipulação de material genético;
III - definir, em todas as unidades da Federação, espaços territoriais e seus componentes a serem especialmente protegidos, sendo a alteração e a supressão permitidas somente através de lei, vedada qualquer utilização que comprometa a integridade dos atributos que justifiquem sua proteção;
IV - exigir, na forma da lei, para instalação de obra ou atividade potencialmente causadora de significativa degradação do meio ambiente, estudo prévio de impacto ambiental, a que se dará publicidade;
V - controlar a produção, a comercialização e o emprego de técnicas, métodos e substâncias que comportem risco para a vida, a qualidade de vida e o meio ambiente;
VI - promover a educação ambiental em todos os níveis de ensino e a conscientização pública para a preservação do meio ambiente;
VII - proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais a crueldade.
§ 2º - Aquele que explorar recursos minerais fica obrigado a recuperar o meio ambiente degradado, de acordo com solução técnica exigida pelo órgão público competente, na forma da lei.
§ 3º - As condutas e atividades consideradas lesivas ao meio ambiente sujeitarão os infratores, pessoas físicas ou jurídicas, a sanções penais e administrativas, independentemente da obrigação de reparar os danos causados.
§ 4º - A Floresta Amazônica brasileira, a Mata Atlântica, a Serra do Mar, o Pantanal Mato-Grossense e a Zona Costeira são patrimônio nacional, e sua utilização far-se-á, na forma da lei, dentro de condições que assegurem a preservação do meio ambiente, inclusive quanto ao uso dos recursos naturais.
§ 5º - São indisponíveis as terras devolutas ou arrecadadas pelos Estados, por ações discriminatórias, necessárias à proteção dos ecossistemas naturais.
§ 6º - As usinas que operem com reator nuclear deverão ter sua localização definida em lei federal, sem o que não poderão ser instaladas.

 http://www.jurisambiente.com.br/ambiente/principios.shtm

Neste site ha vários links sobre o art 255

Explosão Demográfica



No século XVIII, Thomas Malthus lançou pela primeira vez o anátema da escassez sobre a humanidade. Em 1968 o demógrafo Paul Ehrlich publicou The Population Bomb (A bomba Populacional), no qual faz projeções catastróficas sobre as conseqüências da explosão demográfica. Pois com mais gente, haverá menos oferta de alimento, com menos gente no mundo a pobreza e a fome não teriam grassado e se tornado um fenômeno com as proporções atuais. Segundo estudos, desde então, a proporção de famintos caiu de 35% para 13%, devido à revolução tecnológica vivida no campo, com a chegada de maquinário modernos e agrotóxicos potentes. Estima-se que no Brasil, usa-se de três a quatro toneladas/ano de pesticidas, mas somente trezentos mil cumprem seu papel, o restante contamina o ar, o solo e as águas.
Apesar do estudo animador, podemos notar que em alguns países do globo a situação não é nada animadora, principalmente em paises africanos, onde se estima que trezentos milhões de pessoas tenham morrido de fome. Também no Hayti, país recentemente destruído por terremoto, muitas pessoas consomem bolacha de terra. E esta situação tende a piorar com o aquecimento global, que é o principal motivo que leva a crer que bilhões de pessoas passaram fome, não se sabe até onde a tecnologia no campo suprirá as novas necessidades. Nosso planeta enfrenta transições climáticas jamais vistas; como ciclones em Santa Catarina, chuvas desordenadas, altas temperaturas em regiões dantes frias, etc.
Não se sabe o quanto essas sementes suportaram. Alias com mais gente no  mundo haverá aumento drásticos no tipos de poluição o que diminuirá certamente nossa água potável, ou seja, tudo isso é igual a morte.
Meios viáveis para se evitar ou amenizar essas previsões são obvias, como a diminuição do desperdício de nossos recursos naturais, diminuir o consumo de produtos de origem petrolífera, optar por energias limpas; como a aeólica e solar, ser mais solidário e consciente, sabendo que se algo não te serve mais, certamente servirá para outra pessoa. Saber diferenciar lixo de algo que poderá ser reutilizado, fazer um esforço e quebrar o ciclo da obsolescência programada, ter controle da natalidade, vi-se o absurdo “mulher fica famosa por ter gerado 14 filhos nos EUA”, Se o crescimento demográfico continuar, os recursos naturais iram se esgotar rapidamente, o planeta não pode suportar.

A bioética

O termo bioética se refere frequentemente, aos problemas éticos derivados das descobertas e faz aplicações das ciências biológicas. Estas tiveram um desenvolvimento extraordinário na segunda metade de nosso século, como a física havia dominado a primeira. As possibilidades de conhecer e transformar o patrimônio genético das espécies vivas de ter uma sexualidade sem procriação, mas também uma procriação sem relações sexuais. De transformar órgãos, de prolongar artificialmente a vida, são todas aquisições recentes. [...] A principal pergunta não é ‘onde parar?’, mas ‘aonde vamos, para que direção orientamos nosso empenho essencial?’. Hoje, recursos, publicidade, sucesso e lucros, afluem em direção a conquistas terapêuticas clamorosas que trazem, sem dúvida, alguma vantagem, porém para poucos; enquanto isso cai o silêncio (e os investimentos, quando se decidem as prioridades e despesas) sobre descobertas de aplicações científicas não vendáveis, mesmo que estas tragam benefícios bem mais amplos e contradições morais menores e que possam até estimular uma ética da solidariedade.

PASMEM

Segue abaixo o relato de uma pessoa conhecida e séria, que passou recentemente em um concurso público federal e foi trabalhar em Roraima. Trata- se de um Brasil que a gente não conhece.

As duas semanas em Manaus foram interessantes para conhecer um Brasil um pouco diferente, mas chegando em Boa Vista (RR) não pude resistir a fazer um relato das coisas que tenho visto e escutado por aqui.

Conversei com algumas pessoas nesses três dias, desde engenheiros até pessoas com um mínimo de instrução..

Para começar o mais difícil de encontrar por aqui é roraimense, pra falar a verdade, acho que a proporção é de um roraimense para cada 10 pessoas é bem razoável, tem gaúcho, carioca, cearense, amazonense, piauiense, maranhense e por aí vai. Portanto falta uma identidade com a terra. Aqui não existem muitos meios de sobrevivência, ou a pessoa é funcionária pública, e aqui quase todo mundo é, pois em Boa Vista se concentram todos os órgãos federais e estaduais de Roraima, além da prefeitura é claro. Se não for funcionário público a pessoa trabalha no comércio local ou recebe ajuda de Programas do governo.
Não existe indústria de qualquer tipo. Pouco mais de 70% do Território roraimense é demarcado como reserva indígena, terras portanto restam apenas 30%, descontando- se os rios e as improdutivas que são muitas, para se cultivar a terra ou para a localização das próprias cidades.

(Na única rodovia que existe em direção ao Brasil (liga Boa Vista a Manaus, cerca de 800 km ) existe um trecho de aproximadamente 200 km reserva indígena Waimiri Atroari) por onde você só passa entre 6:00 da manhã e 6:00 da tarde, nas outras 12 horas a rodovia é fechada pelos índios (com autorização da FUNAI e dos americanos) para que os mesmos não sejam incomodados.

Detalhe: Você não passa se for brasileiro, o acesso é livre aos americanos, europeus e japoneses. Desses 70% de território indígena, diria que em 90% dele ninguém entra sem uma grande burocracia e autorização da FUNAI.

Detalhe: Americanos entram na hora que quiserem, se você não tem uma autorização da FUNAI mas tem dos americanos então você pode entrar. A maioria dos índios fala a língua nativa além do inglês ou francês, mas a maioria não sabe falar português. Dizem que é comum na entrada de algumas reservas encontrarem- se hasteadas bandeiras americanas ou inglesas. É comum se encontrar por aqui americano tipo nerds com cara de quem não quer nada, que veio caçar borboleta e joaninha e catalogá-las, mas no final das contas pasme, se você quiser montar um empresa para exportar plantas e frutas típicas como cupuaçu, açaí camu-camu etc., medicinais, ou componentes naturais para fabricação de remédios, pode se preparar para pagar 'royalties' para empresas japonesas e americanas que já patentearam a maioria dos produtos típicos da Amazônia....

Por três vezes repeti a seguinte frase após ouvir tais relatos: E os americanos vão acabar tomando a Amazônia e em todas elas ouvi a mesma resposta em palavras diferentes. Vou reproduzir a resposta de uma senhora simples que vendia suco e água na rodovia próximo de Mucajaí:

'Irão não minha filha, tu não sabe, mas tudo aqui já é deles, eles comandam tudo, você não entra em lugar nenhum porque eles não deixam. Quando acabar essa guerra aí eles virão pra cá, e vão fazer o que fizeram no Iraque quando determinaram uma faixa para os curdos onde iraquiano não entra, aqui vai ser a mesma coisa'.

A dona é bem informada não? O pior é que segundo a ONU o conceito de nação é um conceito de soberania e as áreas demarcadas têm o nome de nação indígena. O que pode levar os americanos a alegarem que estarão libertando os povos indígenas. Fiquei sabendo que os americanos já estão construindo uma grande base militar na Colômbia, bem próximo da fronteira com o Brasil numa parceria com o governo colombiano com o pseudo objetivos de combater o narcotráfico. Por falar em narcotráfico, aqui é rota de distribuição, pois essa mãe chamada Brasil mantém suas fronteiras abertas e aqui tem Estrada para as Guianas e Venezuela. Nenhuma bagagem de estrangeiro é fiscalizada, principalmente se for americano, europeu ou japonês, (isso pode causar um incidente diplomático). .. Dizem que tem muito colombiano traficante virando venezuelano, pois na Venezuela é muito fácil comprar a cidadania venezuelana por cerca de 200 dólares.

Pergunto inocentemente às pessoas; porque os americanos querem tanto proteger os índios. A resposta é absolutamente a mesma, porque as terras indígenas além das riquezas animais e vegetais, da abundância de água são extremamente ricas em ouro encontram-se pepitas que chegam a ser pesadas em quilos), diamante, outras pedras preciosas, minério e nas reservas norte de Roraima e Amazonas, ricas em PETRÓLEO.

Parece que as pessoas contam essas coisas como que num grito de socorro a alguém que é do sul, como se eu pudesse dizer isso ao presidente ou a alguma autoridade do sul que vá fazer alguma coisa. É pessoal, saio daqui com a quase certeza de que em breve o Brasil irá diminuir de tamanho.



Mara Silvia Alexandre Costa Depto de Biologia Cel. Mol. Bioag.
Patog. FMRP - USP

Direito do consumidor

Há uma lei que nos protege, mesmo assim muitas pessoas resolvem baixar a cabeça e agüentar os desaforos de empresas que muitas vezes agem de má fé pra pegar o consumidor desprevenido, por exemplo; a TIM divulga em seus comercias maravilhosos e em mensagens que nos enviam diariamente, o plano INFINITY PRÉ, a primeira vista é tentador, mas, se você resolver mudar agora para o plano, separe R$35, isso mesmo R$35, primeiro você liga para o número sugerido, digita mais números ouvindo as mensagens eletrônicas, então finalmente digita o número para aderir, ai se vão os R$10, depois você acha que já pode usar o plano pagando R$,025 o minuto usando o 41 para falar com qualquer TIM do Brasil, é ai que você se engana, agora você liga de novo e se cadastra no plano adeus mais R$25, daí você tem que colocar mais algum crédito pra poder falar. Você achou complicado? Eu achei caro, e mal divulgado. Abram o olho pessoal ou vocês irão perder dinheiro.

Amor Racional

video

Pergunta-se, qual a diferença entre homem e animal? resposta: o homem é racional e os animais são irracionais, mas, este vídeo é a prova de que os animais são sim racionais.

FELICIDADE ESTÁ NAS PEQUENAS GRANDES COISAS

Começar o ano bem é tudo de bom, mais seguir com pé direito é melhor ainda, mas, a felicidade de poder fazer o que realmente você gosta não tem preço. Agora sim, poderei estudar sobre o que eu mais gosto Natureza. Aguandem os posts.

Maria vai com as outras

Por que ser Maria? se você pode ser simplesmente você!
Tudo bem ter um codinome, ou algo parecido, mais ser ou fazer tudo que outra
pessoa faz, afff ninguém merece, siguir tendência? legal, mas prestando muita atenção,
pois, a tendência pode não ser para seu tipo de corpo, tamanho, tipo de cabelo, tipo de rosto.
Portanto nada de ser Maria vai com as outras!